Eu faço a minha cama todos os dias. Até nos quartos de hotel…

Tempo de leitura: 2 minutos

Nós, humanos, também conhecidos taxonomicamente por homo-sapiens, do Latim “homem sábio” – também chamados de seres humanos, pessoas, homens – somos guiados por motivações.

No meu caso, eu sou guiado por ver coisas a acontecer à minha volta. Quantas mais coisas eu fizer, mais eu quero fazer a seguir. Na verdade, para mim, a vida é como um jogo viciante que o meu próprio ego cria. Apesar de tentar evitar ao máximo a minha ludificação pessoal, eu não consigo distanciar todo o meu ego do “eu” próprio verdadeiro.

Recentemente, descobri que é importante começar o meu dia com motivação: ando a fazer um esforço para fazer as coisas de que não gosto primeiro, durante a manhã. E, até aqui, tudo tem corrido bem… E sinto isso porque já não tenho falta de motivação de manhã. A maneira com que começo o dia acaba por afetar tudo o resto.

Para aumentar a minha motivação matinal, eu apercebi-me de que precisava de algo que era cíclico, rápido e que trouxesse valor à minha vida. Mesmo que fosse uma pequena quantidade de valor. Eu criei uma lista de coisas que normalmente faço. Aqui está:

Ir ao quarto de banho;

Lavar os dentes;

Tomar o pequeno almoço;

Vestir;

Fazer a cama (quase nunca a fazia);

Meditar;

Dar uma olhadela aos eventos que estão no calendário;

Abrir o Trello e fazer a tarefa mais aborrecida;

Certificar-me de que não abro os emails;

Agradecer “coisas”.

De todas estas tarefas que regularmente faço, aquela que traria mais valor à minha vida seria a número cinco: fazer a cama. Portanto, eu comecei a fazer algo logo após acordar. O quê? Fazer a minha própria cama.

Conclusão: 1ª tarefa do dia -> Sempre feita!
É engraçado reparar no sentimento de “Super-Homem” com que me deparo no final deste meu ritual. Eu realmente posso fazer as coisas acontecer. E se já o fiz, todas as outras tarefas no meu dia serão influenciadas por esta pequena tarefa que cumpri. É engraçado de reparar que, inconscientemente, eu sinto-me motivado e pronto para fazer aquilo que mencionei acima:
No meu caso, eu sou guiado por ver coisas a acontecer à minha volta. Quantas mais coisas eu fizer, mais eu quero fazer a seguir.”
O meu próximo passo? Fazer a minha cama à patrão.

Fernando, sê humilde. Um passo de cada vez…

Podes subscrever a minha newsfeed aqui.
Também poderás gostar de ler: Não tenhas razão. Sê eficaz.