The Power of Habit, de Charles Duhigg

Título em inglês: The Power of Habit: Why We Do What We Do in Life and Business
Título em português: A Força do Hábito
Nome do Autor: Charles Duhigg
A minha pontuação: 3/5
Data de publicação: 28 de fevereiro de 2012

Tempo de leitura: 4 minutos

Deixa– Rotina — Recompensa

Este é o ciclo típico do hábito. Tens algum tipo de deixa (tal como estar aborrecido). Quando esta deixa entra em ação, o teu cérebro tem uma rotina habitual como resposta (tal como visitar o facebook). A recompensa, depois, é o que o teu cérebro espera quando a rotina entra em ação e é o que deseja em resposta à deixa (neste caso, estar entretido).

Vontades são o que guiam os hábitos — perceber como despertar uma vontade faz com que criar um novo hábito seja mais fácil.

Qualquer comportamento pode ser mudado se pegares numa deixa, forneceres uma recompensa, mas mudares a rotina que te leva lá. Se calhar ficas aborrecido no trabalho, por isso vais à cafetaria buscar uma bolacha, a recompensa sendo a distração e o tempo gasto a socializar. Se tornares a rotina em ir ao escritório de um colega de trabalho e conversar, cortas a rotina não saudável de comer uma bolacha enquanto manténs a mesma recompensa para a mesma deixa.

Hábitos Fundamentais

Ao focares-te num padrão muito importante que está presente em várias partes da tua vida, podes afetar os outros hábitos mais pequenos. Ou seja, pessoas que começam a fazer muito exercício irão ter tendência a fumar menos, porque fumar interfere com o seu exercício.

Hábitos fundamentais oferecem “pequenas vitórias”

Força de vontade

Força de vontade não é uma habilidade, é um músculo que precisa de ser treinado. O sucesso tem uma correlação maior com força de vontade ou “garra” do que com qualquer outro atributo, seja média final da escola, QI, etc.

A força de vontade cansa-se tal como um músculo, pode esgotar-se ao lutar contra os teus hábitos e precisa de tempo para descansar.

Mas a força de vontade pode ser tornada num hábito. Se predeterminares um certo comportamento em resposta a uma deixa em avanço, irás entrar naturalmente numa nova rotina em vez da velha e irás precisar de significativamente menos força de vontade para o fazer. A antecipação é uma ajuda valiosa.

Estrutura para Mudar Hábitos

· Identifica a rotina
· Experimenta com recompensas até identificares aquela que queres
· Isola a deixa

· Tem um plano de ataque

Quase todas as Deixas encaixam em 1 das 5 categorias
· Deixas de lugar
· Deixas de tempo
· Deixas de estado emocional
· Outras pessoas como deixa

· Deixas imediatamente antes de uma ação

Essa é a regra: Se usar a mesma deixa e fornecer a mesma recompensa, pode alterar a rotina e mudar o hábito. Quase qualquer comportamento pode ser transformado se a deixa e a recompensa ficarem iguais.”

“Este processo nos nossos cérebros é um ciclo de três passos. Primeiro, há uma deixa, um estímulo que diz ao teu cérebro para entrar em modo automático e que hábito usar. Depois há a rotina, que pode ser física ou mental ou emocional. Finalmente, há a recompensa, que ajuda o teu cérebro a perceber se este ciclo em particular vale a pena ser lembrado para o futuro”

Podes subscrever a minha newsfeed aqui.

Também poderás gostar de ler: Tools of Titans, de Timothy Ferriss