O que aprendi com David Choe – You’ve got to say ‘fuck it’

Tempo de leitura: 2 minutos

Para quem não sabe quem é David Choe, na minha opinião é uma das pessoas mais maradas que conheço. Mas não me entendam de forma errada… Maradas não significa más ou piores. Significa apenas maradas… E isso é bom.

Quem é David Choe?

Na cultura asiática, supostamente todos os coreanos deverão ser exemplares. Serem doutores ou engenheiros, ter um bom emprego, uma boa casa, dar uma educação sem precedentes aos filhos, etc.

Rapidamente irão perceber que ele é um mau coreano. Porquê? David Choe nasceu nos Estados Unidos, vindo de famílias coreanas imigradas para a Koreatown (Los Angeles), e o que ele faz é pintar. Pinta de diferentes formas e maneiras e faz outras coisas, mas eu diria que é maioritariamente pintor. (É como chamarmos a um chef cozinheiro.)

A primeira vez que tomei contacto com o David Choe, foi há uns anos, quando ele foi convidado pelo próprio Mark a pintar as paredes do facebook. Como ele foi pago? Com 0,2% do Facebook. (Na altura pediram-lhe para escolher entre $60k ou stock options).

Resumindo, ele é uma das pessoas mais corajosas e talentosas da nossa época. E por isso tenho aprendido algumas coisas com ele que gostaria de partilhar:

1) You’ve got to say ‘fuck it’

2) Não teremos uma vida incrível se a construirmos de uma forma segura e sem risco.

3) De vez em quando devemos pegar num avião e ir ao local mais escuro do planeta para perceber que “The world is a fucked up place“. – Isso vai-nos ajudar a ter os pés no chão e a controlar as nossas expectativas.

4) se não estás a tremer, não está a acontecer.

5) Make it illegal. Depois logo se vê…

Podes subscrever a minha newsfeed aqui.
Também poderás gostar de ler: Desculpem Srs. Do Franchising