The Score Takes Care of Itself, de Bill Walsh

Título em inglês: The Score Takes Care of Itself: My Philosphy of Leadership
Título em português: (não encontrado)
Nome do Autor: Bill Walsh
A minha pontuação: 3/5
Data de publicação: 20 de agosto de 2009

Tempo de leitura: 8 minutos

Até com a maior quantidade de talento possível, não podes garantir sucesso a uma equipa. Mas há coisas que podes fazer para aumentar a probabilidade de sucesso, e um grande líder procura de forma inteligente e implacável soluções para aumentar essa probabilidade. E quando o fizeres, o resultado irá tratar de si próprio.

Pessoas que têm sucesso em ambientes altamente competitivos têm uma coisa em comum: falhanço, e habilidade de o superar.

Cinco Coisas a Fazer para voltar a entrar no jogo:

Espera seres derrotado, se algumas vez ficares surpreendido por seres derrotado, estavas a iludir-te.
Obriga-te a parar de olhar para trás e de te afundares na miséria.
Dá tempo apropriado a ti próprio para recuperares, mas não mais do que isso.
Diz a ti próprio que te vais levantar e lutar de novo.
Começa a preparar-te para o próximo encontro a sério.

E cinco coisas a não fazer:

Não digas “porquê eu?”
Não esperes simpatia
Não te queixes
Não continues a aceitar condolências
Não culpes os outros

O desempenho-padrão do Bill :

Exibo uma ética de trabalho aplicada de forma feroz e inteligente direcionada ao melhoramento contínuo.
Demonstro respeito por cada pessoa na organização e pelo trabalho que ele ou ela faz
Sou profundamente dedicado a aprender e a ensinar, o que significa aumentar a minha própria experiência
Sou justo
Demonstro caráter
Honro a conexão direta entre detalhes e melhoramento e procuro o melhorar de forma implacável
Mostro autocontrolo, especialmente onde conta mais— debaixo de pressão
Demonstro e recompenso lealdade
Uso linguagem positiva e tenho uma atitude positiva
Tenho orgulho no meu esforço como uma entidade, separada do resultado desse esforço
Estou disposto a percorrer a distância extra pela organização
Lido de maneira apropriada com a vitória e a derrota, com a adoração e a humilhação (não te tornes maluco com a vitória nem disfuncional com a derrota)
Promovo comunicação interna que é aberta e verdadeira (especialmente sob stress)
Procuro equilíbrio em mim próprio e naqueles que lidero
Ponho o bem estar da equipa à frente do meu
Mantenho um nível de concentração e foco que é acima da média
E faço o sacrifício e compromisso serem a marca da organização.

A chave para trabalhar sob pressão é desenvolver um forte padrão de desempenho e guiarmo-nos por ele venha o que vier. Remove a tomada de decisões dele o mais que puderes dentro do seu contexto.

Poucas coisas oferecem um maior retorno no investimento do que louvor, dar crédito a alguém que se assumiu e trabalhou.

Continua a perguntar a ti próprio “O que é que eu faço se?” para te certificares de que estás o mais preparado possível para qualquer eventualidade. O que é que pode acontecer amanhã, na próxima semana ou no próximo ano para o qual ainda não planeaste, com o qual não estás pronto para lidar ou que não tenhas posto na categoria de “Eu vou preocupar-me com isso quando o tempo chegar”? Planear para o futuro não deve ser adiado até que o futuro chegue.

Os outros vão seguir-te baseado na qualidade das tuas ações, não na magnitude das tuas declarações.

Liderança

Um líder deve ser perspicaz e estar alerta sobre o que põe em andamento uma decisão, um plano de ação. Se foi baseado em boa lógica, princípios sólidos e uma crença forte, eu sentia-me confortável em ser firme a andar na direção do meu objetivo. Qualquer outra razão (ou razões) para persistir eram examinadas de forma cuidadosa. Entre as razões comuns mais defeituosas estão (1) tentar provar que estás certo e (2) tentar provar que alguém está errado. Como é claro, elas são a mesma coisa e vão dar ao mesmo sítio: a derrota.

Aqui está uma lista de controlo curta que compensa manter em mente no que toca a persistir, a fazê-lo “à tua maneira” a todo o custo:

Um líder nunca deve desistir.
Um líder deve saber quando desistir
Provar que tu estás certo ou provar que alguém está errado são más razões para persistir.
Boa lógica, princípios sólidos e uma crença sólida são as razões mais puras e produtivas para continuar a andar em frente quando as coisas ficam difíceis.

Ninguém pode controlar o resultado de um concurso ou competição, mas tu podes controlar como é que te controlas para ele.
Esforça-te nas pequenas coisas certas, não fiques obcecado com as pequenas coisas como uma forma de procrastinação.

Mensagens comuns da voz interna de líderes:

Nós podemos ganhar se trabalharmos de forma dura e inteligente o suficiente.
Nós podemos ganhar se pusermos o bem do grupo à frente dos nossos interesses pessoais.
Nós podemos ganhar se melhorarmos. E há sempre espaço para melhorar.
Eu sei o que é necessário para nós ganharmos. Eu vou mostrar-te o que é.

Não confundas atividade com ação.

Não é sobre se tu perdes ou ganhas, é sobre o como.

Lembretes Diários para Te Manteres No Caminho Certo:

Concentra-te no que irá produzir resultados em vez de te concentrares nos resultados, o processo em vez do prémio.
Exibe uma dureza interna vinda de quatro das mais efetivas ferramentas de sobrevivência que um líder pode possuir: perícia, compostura, paciência e senso comum.
Mantém o teu nível de éticas profissionais e todos os detalhes do teu próprio Padrão de Desempenho.
Não te isoles. Mantém em mente que conforme os problemas aumentam, as tuas relações com o pessoal tornam-se ainda mais críticas. Elas são a chave para manter o pessoal da empresa junto. (No entanto, não te tornes demasiado amigável. Familiaridade pode ser fatal.)
Não deixes que a magnitude do desafio te desvie dos passos incrementais necessários para efetuar mudança. Continua a ser orientado a detalhes.
Demonstra uma atitude animada e determinada. Nunca, mas nunca demonstres dúvida, mas evita um otimismo exagerado em tempos maus.
Não implores a empregados para “trabalharem melhor.”
Evita ameaças ou castigos contínuos.
Lida com o teu superior(es) imediato(s) numa base de um-a-um contínua.

Podes subscrever a minha newsfeed aqui.